terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Peneirando

















A poesia não cheira,
não tem cor,
não tem sabor,
nem eira, nem beira...

A poesia não tem besteira.
(ou é uma besteira)
Pode ser uma pedrinha
ou uma pedreira.

As rimas não são
só de brincadeira...
São pra chamar a atenção.

E, dessa maneira,
com palavrinha ou palavrão,
algumas passam na peneira.


A.J. Cardiais
13.11.2014
imagem: google

Um comentário:

Marcos Satoru Kawanami disse...

Antônio Jorge,

FELIZ NATAL!

abraço
Marcos