terça-feira, 7 de maio de 2019

Nas águas da poesia


Eu coloquei o poema,
como um mar.
Então veja tudo grandioso
como um mar.

O mar não é o céu,
mas conseguiu roubar
o seu azul.

Veja tudo misterioso
como o mar,
sem querer se explicar;
sem querer decifrar.
Só flutue...

O balanço das palavras,
e a correnteza dos versos,
o levarão a algum lugar.

A.J. Cardiais
17.03.2010
imagem: google

Observação geral




Para construir, 
dá trabalho. 
Para destruir,
basta uma falha,
um descuido,
um empurrão.

A.J. Cardiais
05.05.2019
imagem: google

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

O verdadeiro eu



Chego diante do espelho,
olho-me fixamente nos olhos,
e me vejo o mesmo de anos atrás.
Muita coisa mudou na estampa...

Mas o verdadeiro eu,
é esta alma que chora,
que ri, que devora ilusões
e sonha aos milhões.

Olho para trás, procuro,
e vejo onde cresci...
Cresci no arremedo

de viver com medo de viver.
Não tenho medo de morrer...
Meu medo é o "estar aqui".

A.J. Cardiais
14.08.2009
imagem: google

terça-feira, 4 de setembro de 2018

Soneto Fúnebre


A segunda feira altera
a minha agonia...
Onde estás, poesia?
Minha alma se desespera.

Não adianta rimar,
esperando solução...
Onde estás, inspiração?
Está em algum lugar.

Fico a divagar,
neste mar de informação,
sem nada encontrar...

Estou vivo, porém absorto.
Para quem vive de ação,
parece que estou morto.

A.J. Cardiais
16.09.2017
imagem: google

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

A Simplicidade como Opção


Infelizmente a Sociedade
só aplaude
quem tem dinheiro...
Quem opta por uma vida simples,
é considerado um covarde.

Eu optei por uma vida simples,
e só aposto na felicidade.
Este sim é "o grande jogo":
é o jogo da vida.

O Mestre Jesus nos ensinou
o valor da simplicidade.
Mas o mundo não aprovou.
O mundo só usa os ensinamentos de Jesus,
para dominar, para manipular
e fazer dos "pobres coitados"
uns alienados.

A.J. Cardiais
17.08.2018
imagem: Valdeck Almeida de Jesus

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Egoísmo


O que sei sobre poesia,
me basta...
Não pertenço a uma casta
poeticamente correta.

Não meço palavras,
para exprimir sentimentos.
Nem rimo momentos
só para agradar à corte.

Minha palavra predileta é anarquia.
Liberdade acima de tudo.
Procuro exibir um estudo

completamente às avessas.
Fruto de obeservações
e conversas.

A.J. Cardiais
13.06.2018
imagem: google

segunda-feira, 9 de julho de 2018

Acreditando no Desafio


Quando a poesia me ronda,
não tenho como escapar...
Nado a favor da onda,
tentando não me cansar.

Quando dona inspiração
resolve dar um empurrão,
é que eu consigo poetar.
Sem este empurrão, não dá.

Ficar ruminando uma ideia,
para agradar a plateia,
não é do meu feitio...

Chego, penso e faço...
Sou de mudar o compasso,
acreditando no desafio.

A.J. Cardiais
18.06.2018
imagem: google

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Caetano Veloso entrevista seu candidato Ciro Gomes.





Gostei de saber que o meu candidato, Ciro Gomes Presidente, também é o candidato de Caetano Veloso. As pessoas que se dizem "politizadas", deveriam deixar de fanatismo e pensar no Brasil. Está provado que o fanatismo cega. Ciro Gomes é o candidato mais preparado para enfrentar esta corja que usurpou o poder. O pessoal do PT precisa entender que os #golpistas, principalmente os "juízes", vão fazer de tudo para que Lula não saia candidato e vai procurar algum entrave para não deixar que Lula assuma, caso ele ganhe. Isso vai fazer do Brasil um inferno. Exatamente o que os estados unidos querem. Não vai ser "na marra" que vamos vencer este golpe. Tem que ser com estratégia. O pessoal do PT já deveria estar pensando em outra opção #AcordapessoaldoPT#Acordapovobrasileiro! É preciso se unir, contra os #golpistas.



A.J. Cardiais

domingo, 3 de junho de 2018

Sociedade Desalmada















Sou um ser muito sensível...
E ser sensível é horrível,
no meio desta Sociedade desalmada.

Viver tornou-se uma ferocidade:
tem gente matando a troco de nada.
Tem gente prejudicando o próximo,
simplesmente pelo prazer de ver
a vida do próximo desandar.

Poucos procuram ajudar.
A maioria só quer se “dar bem”.
Sendo assim, ai de quem
se puser em seu caminho,
rumo ao “sucesso”.

Fama, dinheiro e poder,
virou símbolo de “felicidade”.
Se fosse assim, na verdade,
famosos e endinheirados
não se drogariam,
nem se matariam.

São todos uns “pobres coitados”,
que não sabem de nada.
A verdadeira felicidade
vem da Alma,
e não da fama ou da riqueza.

A.J. Cardiais
imagem: google