quarta-feira, 16 de julho de 2014

Os Absurdos












Não quero, amore mio,
agitar meu sangue
neste momento frio.

Quando vejo os absurdos
que acontecem no Brasil,
penso: estão cegos e surdos.

Se me manifesto,
eu que não presto.
Se eu “meter o pau”,
posso me dar mal...

Sabe o que acontece,
cada povo tem o governo
que merece.

A.J. Cardiais
08.11.2011
imagem: google
Poema do livro Liberdade das Ideias

Um comentário:

Marcos Satoru Kawanami disse...

Antônio,

"Se gritar pega ladrão, não sobra um, meu irmão."

=D
Marcos