terça-feira, 13 de maio de 2014

Eu Não Me Fiz
















Eu não me fiz poeta...
Não me acho poeta.
Mesmo porque
não sei qual a diferença.
O que é ser poeta?
Lunático, romântico, sonhador,
tecedor de palavras,
atirador de versos
guerrilheiro de idéias
ou alguém que sabe
manipular as palavras em versos?

Eu, que sempre fui como sou,
não sei dizer o inverso.
Sempre amei, comi, bebi, sofri...
Andei por lugares desconhecidos
sem para quedas,
sem guarda chuvas *
(Jorge Luiz Borges não fez nada disso).
Sempre procurei saciar
todas as minhas sedes.
Agora estou aqui me perguntando:
isto é ser poeta?

18.01.2004

* Em: Instantes - Doces Palavras
  Poema de Jorge Luiz Borges

3 comentários:

Maria Eu disse...

Tecedor de sentimentos em palavras.:)

Jeanne Geyer disse...

mt tri a poesia ;)

Marcos Satoru Kawanami disse...

Antônio Jorge,

Ser poeta é viver feito Bocage viveu, feito Padre Antônio Vieira e Padre José de Anchieta viveram, ser poeta é viver feito Camões viveu e feito Gregório de Matos viveu, despojadamente e a Deus dará.

Acho que é assim que tu vive.

=)
Marcos