quinta-feira, 24 de abril de 2014

Perseguição














Quando a poesia começa fluir,
os problemas querem atrapalhar...
Quando escrevo para me distrair,
a realidade vem incomodar...

Assim não dá!
Não tem poeta que resista!
Tiram-me da pista,
quando mal começo a dançar!

Deixem-me sonhar...
Deixem-me viver um pouco
o que eu não vivo.

Deixem alguém falar
que sou um louco,
se este for o motivo.


A.J. Cardiais
06/11/2012
imagem: google

Um comentário:

Marcos Satoru Kawanami disse...

Todo o mundo diz: de médico e de louco, todos nós temos um pouco.

=)