segunda-feira, 10 de março de 2014

Prazeres Artificiais















Hoje os jovens procuram o prazer
como um dever,
como uma obrigação...  

E, muitas vezes,
para que isso aconteça,
precisam “fazer a cabeça”
usado “estimulantes”:
bebem, fumam, cheiram...
Como se trouxesse solução.

Depois que passa o efeito
ficam do mesmo jeito
ou em piores condições.

Mas viver não é só isso...
A vida é cheia de altos e baixos.
A tristeza também faz parte da vida.
A tristeza não uma doença,
é uma ferida.

É justamente na melancolia, na solidão, 
que encontramos a razão
de estarmos vivos ou não.

A.J. Cardiais
imagem: google

2 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

Totalmente de acordo.

A. J. Cardiais disse...

Obrigado pela visita, Marcos. Um abraço