sábado, 27 de abril de 2013

Poema De Todo Dia

imagem: google

Todo dia
encho-me de esperança
até onde a fé alcança
e espero ajuda do céu.

Todo dia
minha fé se balança
quando vejo crianças
soltas na rua, ao léu.

Todo dia eu pergunto:
que vida é essa, meu Deus?
Alguém responde com pressa:
quem sabe, já morreu!

AJ Cardiais

2 comentários:

Sónia M. disse...

Um poema profundo, que fala de uma triste realidade.

Abraço

Sónia

AJ Cardiais disse...

Obrigado Sonia. Um abraço